Flamengo-e-palmeiras
(Foto: Alexandre Vidal)

Após muita espera finalmente chegamos na semana da grande final da Libertadores, no próximo sábado Palmeiras e Flamengo vão duelar pelo do Tri da América. O clima entre imprensa e torcida é de ansiedade e apreensão. No programa ‘ESPN FC’, os jornalistas fizeram uma análise e concordaram que mesmo em momentos atuais distintos não temos favorito para a decisão.

Siga o Diário no Instagram

“Há 57 anos se a bola rolasse naquele dia ou naquela semana, eu iria afirmar que o Flamengo seria o campeão. O time estava bem organizado, aplicando goleadas mas essa fase passou. Vejo que os clubes estão se adaptando aos seus momentos, o Flamengo a palavra é recuperação. Foi montada uma logística para levar aparelhos e profissionais para recuperar os atletas no Uruguai, o Palmeiras tentou aplicar estratégia parecida mas não deu certo. O confronto não tem favorito, mas uma coisa chama atenção. O Flamengo saiu nos braços da galera voltou a jogar bem, dependendo o resultado de terça, o Palmeiras pode embarcar com cobranças”, afirmou o jornalista Osvaldo Pascoal.

Siga o Diário no Twitter

O comentarista Zinho completou dizendo que por ser jogo único nunca houve favoritismo “Estou ansioso, chegamos à final da decisão da Libertadores. Agora é hora que os clubes vão esconder as coisas, ninguém vai querer mostrar nada pra ninguém. Pela final ser jogo único na minha opinião é 50% pra cada lado, não tem favoritismo. E olha que tem jogo no meio de semana. Nessa altura do campeonato coração, mente e trabalho estão voltados para o dia 27. Esse é o momento que todo jogador sonha em jogar e ficar marcado na história do clube e da competição. Desde o início defendo a ideia que nunca houve favorito para essa decisão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui