Santos resolve problema no gol do Fla e revela: ‘Procuro sempre transparecer tranquilidade’

Jogador bateu papo exclusivo ao 'GE' e falou da boa fase

Santos resolve problema no gol do Fla e revela: 'Procuro sempre transparecer tranquilidade'
Foto: Marcelo Cortes/CRF

Nos primeiros meses do ano, o Flamengo sofreu na posição de goleiro. Diego Alves foi preterido por Paulo Sousa, que deu confiança ao jovem Hugo Souza. Depois de iniciar bem, Hugo começou a ter falhas seguidas e preocupar a equipe. O Rubro-Negro, então, contratou Santos, do Athletico-PR, que chegou e tomou conta da posição.

Siga Diário do Fla no Twitter

No entanto, o jogador se lesionou no início de sua passagem e ficou afastado por mais de um mês. Com a chegada de Dorival Jr e o retorno de lesão do goleiro, o Mais Querido melhorou muito defensivamente e o problema no gol foi resolvido. Em entrevista exclusiva ao ‘GE’, Santos falou sobre sua seriedade e a importância de atuar com os pés.

”Acho que é importante ser mais sério dentro de campo. Em alguns momentos, a partida está aquela loucura e a gente transmite para o adversário tranquilidade mesmo com toda emoção do jogo. É um jogo mental que faz a diferença também. Procuro sempre nos momentos de dificuldade transparecer tranquilidade para que quem está ao meu lado possa fazer bem o trabalho”, disse, antes de emendar:

Curta o Diário do Fla no Facebook

”Os goleiros são muito exigidos para jogar com os pés e eu acho bacana essa evolução. Fico feliz por isso também, porque era uma das minhas dificuldades. É preciso ter a mente aberta para assimilar as informações que você recebe, acreditar e desenvolver esse estímulo. Sem dúvidas, foi algo muito importante na minha carreira. Aqui, o Pedro é um cara que faz um trabalho de pivô muito bom nos ajuda muito nos momentos de dificuldade. É especialista nessa bola longa e faz coisas que dificilmente outros fazem”, complementou.

Confira outros trechos da entrevista de Santos:

Seleção Brasileira

”Procuro me manter tranquilo em relação a isso. Sei que pelas oportunidades que tive e o trabalho que realizei, meu nome ainda esteja em pauta. Sei da qualidade dos três que estão lá, mas vejo que posso evoluir mais ainda aqui no Flamengo, um clube que tem uma história incrível e briga por todos os campeonatos. É um clube que pode me elevar a um outro nível como atleta. Se eu fizer acontecer, a convocação pode acontecer. Está nas mãos de papai do céu”

Sobre jeito de ser

”Sou muito na minha, pacato. Sou do interior da Paraíba. Algumas pessoas podem achar que eu sou marrento, mas é meu jeito. Procuro escutar mais do que falar. Minha característica sempre foi essa. Não sou daqueles que ficam gritando em vestiário. Se eu tiver que falar, vou chamar e fazer de uma forma pontual. Se tiver que falar com o grupo, também vou falar. Já vivi muitas coisas e é um jeito que tem dado certo. Aprendi muito! Estou chegando agora e procuro transmitir dentro de campo o que sei fazer”

Chegada ao Flamengo

”Tem sido uma passagem de grandes momentos. Cheguei conhecendo os atletas, a estrutura, tentando entender como o clube é… Depois, machuquei e fiquei um mês fora que foi de muito aprendizado, me ajudou a me adaptar, conversar com os atletas. Consegui me recuperar bem, que era o mais importante, e agora vivo um momento com oportunidade de jogar. Tem sido uma grande experiência e espero ficar aqui por um bom tempo com vitórias e títulos”

Apoio ao companheiro de posição Hugo

”É um momento muito difícil, a gente se coloca do outro lado, na situação dele. Tentava de alguma forma orientar, passar alguma coisa para ele dar a volta por cima e que pudesse fazer o que sabe fazer bem. Acredito que todos nós fomos importantes para ajudá-lo a passar por isso. A gente sabe que o futebol brasileiro é dessa forma, com muita cobrança, e de alguma forma tentei passar tranquilidade, usar a experiência para que ele ficasse tranquilo. Minha relação com todos os goleiros é muito boa, troco muita ideia e conversamos cada vez mais. São grandes goleiros. O Diego Alves já conquistou muitas coisas e sempre pegamos algo com ele”, finalizou Santos.