Presidente da Caixa afirma que Flamengo não tem projeto para construção do estádio

Novo presidente da Caixa, Carlos Antônio Vieira, falou sobre a venda do terreno no Gasômetro para o Mais Querido

Foto: Reprodução

O Flamengo intensifica discussões sobre o sonhado estádio próprio, com enfoque no terreno da Caixa Econômica na região do Gasômetro. As conversas com o novo presidente da Caixa, Carlos Antônio Vieira Fernandes, estão em estágio inicial, pois o clube ainda não apresentou um projeto ou modelo jurídico definido para a compra do terreno.

Vieira esclarece que a proposta do Flamengo é incipiente, e falta um projeto claro e soluções jurídicas para avançar nas negociações. O clube busca aproveitar um bem patrimonial pertencente a um fundo de investimento da Caixa na área do gasoduto. O presidente da Caixa expressa a disposição em ajudar, mas destaca a ausência de um modelo concreto no momento.

Sobre a possível adoção do modelo de Sociedade Anônima do Futebol (SAF), Vieira comenta que seria prematuro afirmar que o clube seria obrigado a se transformar em SAF, ressaltando a complexidade da situação e a necessidade de definição de um formato de negócio para viabilizar o estádio do Flamengo. O presidente Rodolfo Landim busca uma solução que permita a construção do estádio sem comprometer financeiramente o clube.