Abel Neto: 'No momento, Rodrigo Caio faz mais falta que Arrascaeta'
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Rodrigo Caio inicia a temporada de 2022 se recuperando de lesão. Nesse sentindo, internado desde o dia 2 em hospital na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, o zagueiro ainda não tem data pra a reapresentação no Ninho do Urubu. Contudo, a estrutura do Mais Querido deverá agilizar o processo de recuperação do atleta.

Siga Diário do Fla no Twitter

Desde o fim da temporada passada, o camisa 3 do Mengão passa por processo individualizado de reequilíbrio biomecânico e muscular. Com isso, o jogador tendia a ficar mais resistente a lesões. Vale destacar que desde que chegou ao Mais Querido, o zagueiro perdeu diversos jogos com problemas físicos. Inclusive, no último ano, Rodrigo Caio não chegou a jogar 50% dos jogos do Flamengo na temporada.

Siga Diário do Fla no Instagram 

Dessa forma, sabendo dos problemas físicos que o Mais Querido enfrentou em 2021, Paulo Sousa pediu ao clube um novo equipamento. O clube comprou o WIMU, uma nova geração de GPS que permite monitoramento de dados simultâneos no campo e na academia. Além disso, o TMG, um aparelho que ajuda na avaliação do potencial de contração muscular também foi adicionado a estrutura do Mengão.

Curta Diário do Fla no Facebook

Por fim, o Flamengo se apoia na experiência do mais novo técnico e comissão, mais o auxilio da tecnologia para sanar os problemas físicos da temporada passada. Quem sabe, com toda a estrutura para prever e tratar lesões, jogadores como Rodrigo Caio, possam enfrentar a temporada de 2022 sem grandes problemas físicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui