Landim revela que Flamengo não negociou a volta de Jorge Jesus
Foto: Reprodução

Renato Gaúcho pode neste sábado, assim como o Flamengo, conquistar a Libertadores pela terceira vez. Desde que chegou no Mais Querido, Renato viveu altos e baixos, mas superou as dificuldades e está a um jogo de ser campeão da competição mais importante do continente. Mesmo assim, o treinador tem futuro incerto no clube, independentemente do resultado da decisão. Em entrevista exclusiva para a ‘ESPN’, o presidente Rodolfo Landim falou sobre a final interferir no futuro do treinador.

Siga Diário do Fla no Twitter

”Claro que há (uma conversa sobre a permanência do técnico). O Flamengo faz o seu planejamento a longo prazo. Já estamos fazendo a avaliação de toda nossa equipe, eventuais reforços, contratação de tudo, passa por uma análise contínua. Não é uma atividade que dependa pura e simplesmente de um resultado, mas sim de um trabalho que é avaliado no seu todo, não simplesmente de um jogo. Claro que o resultado é determinante, no final a gente busca sempre os títulos, mas a avaliação que se faz é de um trabalho como um todo e é em cima disso que vamos fazer nossa última reunião, que está prevista para ser feita no dia 10 de dezembro”, disse, antes de emendar sobre as críticas dos torcedores quanto ao trabalho de Renato:

”A torcida de um clube ela é muito apaixonada. A gente viu a torcida muito feliz com os resultados de vários jogos do Flamengo, aí tivemos um jogo onde estivemos a frente contra o Grêmio, por acaso o clube onde o Renato fez boa parte da sua carreira. Então isso, claro o torcedor quer ganhar sempre e isso gera uma insatisfação momentânea compreensível. Eu como torcedor também fiquei chateado. Mas temos que entender que não dá para ganhar sempre no futebol. Mas assim, não é o sentimento que estou sentindo aqui no Uruguai, a cidade está toda vermelha e preta. Acreditando no bom desempenho amanhã e no título. Temos que avaliar o trabalho com um todo”, complementou Landim.

Curta o Diário do Fla no Facebook

Ao todo no comando do Fla, o técnico disputou 37 jogos, com 24 vitórias, nove empates e apenas quatro derrotas, totalizando 74,8%. Vale ressaltar que além do bom aproveitamento, o Flamengo com Renato marcou 87 gols neste período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui