Em coletiva pós-jogo, Renato Gaúcho comemora vitória e elogia Andreas: 'É um jogador diferenciado'
Foto: Reprodução

Flamengo voltou a campo nesta quarta-feira pelo Campeonato Brasileiro para enfrentar o Juventude. Com o placar resolvido praticamente no primeiro tempo, os comandados de Renato Gaúcho venceram por 3 a 1 no Maracanã e conseguiram uma vitória importante na competição. Após o jogo, o treinador Renato Gaúcho concedeu entrevista coletiva, onde elogiou a atuação de Andreas Pereira e comemorou o fim do tabu em gols de falta.

Siga Diário do Fla no Twitter

”É um jogador diferenciado o Andreas. Ele tem uma batida na bola muito boa e isso vai nos ajudar bastante. Além de ter feito um golaço, é importante ter esse jogador em campo, porque os adversários vão sempre pensar duas vezes em fazer faltas perto da área. Então é mais uma jogada mortal que a gente tem. É importante termos na equipe jogadores que batem bem na bola, é mais uma qualidade que ganhamos”, disse, antes de emendar sobre o fim do tabu nas faltas:

”Fico feliz por termos quebrado mais esse tabu. Eu me lembro do Zico fazendo esses gols de falta, do Dinamite. E hoje foi um golaço. A gente treina bastante e a  gente sabia que uma hora a bola ia entrar. A gente ganha mais um jogador que sabe bater falta, que bate bem na bola. E isso é mais uma jogada que a gente tem e mais uma preocupação para o adversário”.

Confira outros trechos da coletiva de Renato Gaúcho:

Sobre atuação de Kenedy

”Ele até me surpreendeu pq há muito tempo ele não começava uma partida. Eu vinha conversando com ele quase que diariamente, dando conselhos e soltando eles aos poucos. Fiquei feliz com o gol que ele fez, bonito também. Fez uma boa estreia começando uma partida, sabia que não iria aguentar os 90 minutos. Ficou combinado que ele sairia até os 15 do segundo tempo. Era um jogo difícil, mas o grupo está de parabéns, porque conseguimos nosso objetivo”

Importância do grupo em meio aos desfalques

”Eu sempre elogiei e sempre vou elogiar o meu grupo. Temos jogadores nas seleções, jogadores no Departamento Médico, jogadores suspensos, como o Vitinho. Mas temos um grupo, se está no grupo é porque tem condições de jogar. Por isso que peço para eles treinarem forte, porque alguma hora vai aparecer oportunidade para jogar. Fico feliz porque os jogadores que tem entrado tem dado conta do recado. Nós temos esse grupo, o grupo está querendo, está em busca do tri, da Copa do Brasil, da Libertadores. O Flamengo é o único que está nas 3, e a cada 3 dias nós temos sempre uma decisão e a gente precisa vencer para ficar vivo e não é fácil. Então mais uma vez meu grupo está de parabéns”

Curta o Diário do Fla no Facebook

A chave para a adaptação de Kenedy

Você conversar com ele, trocar ideias. Um jogador que precisava se readaptar, um jogador que tivemos muito cuidado porque vinha reclamando diariamente de dores musculares. Fui lançando ele aos poucos para ir preparando ele. Ele sempre se queixava após os jogos, então estávamos tendo cuidado com ele. Ontem conversei com ele para saber se ele estava confiante para começar a partida e ele falou que estava confiante e ele pediu para começar a partida. Fiquei feliz por ele, não só pelo gol que foi um belo gol, mas por toda a atuação. Isso que a gente quer, lógico que ele não está 100%, mas vamos contornando ele na parte física e técnica”

Padrão de jogo do Flamengo

”Padrão de jogo o Flamengo tem. Só não vê quem não entende ou quem quer tumultuar o nosso ambiente. Não é possível que o Flamengo se apresente tão bem e as pessoas ainda arrumam algo para criticar. Não temos um time perfeito e nós vamos errar, mas os jogadores quando entram em campo, sabem exatamente o que fazer. Eu vou falar uma coisa para vocês que eu nem deveria falar. Foi uma atuação de gala os primeiros 45 minutos do Flamengo e olha que a equipe não tem aquele entrosamento. O único problema que cometemos no segundo tempo, foi ter se acomodado no placar. Mas o mais importante foi o que grupo apresentou durante os 90 minutos e principalmente no primeiro tempo, que foi uma atuação de gala. É normal a equipe relaxar depois de abrir um placar elástico”

Capacidade técnica de Andreas

”No Flamengo a gente procura sempre treinar esses tipos de fundamentos nos garotos. Lógico que o Andreas vindo da Europa é outro estilo. Mas eu acho que o próprio jogador ele tem essa qualidade, futebol não se compra, você já nasce com esse dom. Você pode aperfeiçoar suas qualidades no dia a dia. Ele é um jogador diferenciado, justamente pela qualidade em bater na bola e se posicionar. Tem nos ajudado bastante. É um jogador diferenciado e quem ganha com tudo isso é o Flamengo que fez uma bela contratação”

Saldo das três partidas sem os quatro convocados

”Eu costumo sempre falar que eu tenho um grupo, não um time. Nós temos um grupo, o que falta em determinados momentos é o entrosamento. Nós temos muito jogadores diferentes jogando e estamos vivendo com muitos problemas. Temos três competições importantes e por isso que temos esse grupo forte. E por isso está de parabéns a diretoria do Flamengo, o presidente do Flamengo e é importante o torcedor entender isso. Vamos encontrar dificuldades as vezes pela falta de entrosamento. Qualidade no grupo nós temos, mas as vezes falta o entrosamento. Mas o mais importante, mesmo com esses problemas todos, o grupo vem respondendo bem e a gente vem conseguindo as vitórias”

Sobre torcer para os jogadores voltarem inteiros das seleções

”Eu sempre vou torcer pra Seleção Brasileira. Se vão jogar ou não (Gabigol e Everton Ribeiro), eu espero que se jogarem que não se machuquem. Agora, se vão jogar ou não, é problema do Tite e ele é bem pago para pensar e está muito bem lá. Então é problema dele. E eu espero que possam jogar e se jogarem que não se machuquem. Quanto mais jogadores estiverem no grupo, melhor para o Flamengo”

Próximo duelo com o Cuiabá e reencontro com o técnico Jorginho

”Feliz pelo sucesso que ele vem fazendo no Cuiabá. Me dava muito bem com ele, quando jogava aqui no Flamengo com ele, sempre foi um jogador de alto nível. Nos entendíamos muito bem pelo lado direito. Fico muito feliz ele ter sucesso também como treinador. Vou sempre torcer pelo Jorginho, até pela amizade que a gente tem, menos domingo, domingo eu sou Mengão”, completou Renato Gaúcho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui