‘A saída do Diego Alves no gol do Hulk foi pavorosa’, dispara jornalista

Rubro-Negro perde primeiro confronto contra o Atlético-MG pela Copa do Brasil

(Foto: Reprodução/Marcelo Cortes/Flamengo)

O Flamengo não conseguiu superar o Atlético-MG no primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Brasil. Nesse sentindo, o Rubro-Negro perdeu a partida no Mineirão por 2 a 1. Desse modo, o comentarista Carlos Eduardo Lino, destaca falha de Diego Alves nos dois gols do alvinegro mineiro.

Siga Diário do Fla no Twitter 

“Precisamos falar sobre o Diego Alves, a saída dele no gol do Hulk foi pavorosa. Se fosse o Hugo o pau estava comendo. O Rodrigo Caio ia chegar na bola junto com o atacante alvinegro e ia cerca-lo. Ou seja, a jogada não ia se resultar em nada. O Diego Alves não tinha nada que estar ali. No gol do Ademir, um bracinho cumprido pegava, o Hugo pegava aquela bola”, disparou o comentarista.

Siga Diário do Fla no Instagram 

Além disso, Carlos Eduardo Lino também falou sobre a estratégia adotada por Dorival Júnior, em escalar três volantes no meio de campo. Desse modo, o comentarista ressalta que a ideia foi boa, mas a equipe pecou na execução e teve do outro lado um grande jogador que definiu a partida.

Curta Diário do Fla no Facebook 

“A ideia do Flamengo não era ruim, de ter os três volantes, aproximar o Everton Ribeiro do Arrascaeta, dá movimentação no ataque pro Gabigol e manter mais a bola. A estratégia servia até para se defender, afinal de contas, o Flamengo tem virtudes de manter a posse. O problema é ficar tocando pro lado o jogo inteiro”